PÁJAROS- Gustavo Santaolalla

viernes, 4 de enero de 2013

AZUL de Teca Barreiro


Tudo fica azul na tua ausência,
azul mudo,
estilete anil cravado
no meio das costas,
névoa celeste colorindo a montanha,
azul de morte sem anúncio,
frio azul serpenteando a pedra,
trilogia de olhos ao fim da tarde.

Pensamentos como pétalas tristes
destilam silêncio azul,
solídâo do mar,
infinitamente azul.